Leia, comente, compartilhe.

Livro: O Mito do Papa de Hitler

Atualizado: 18 de Mar de 2020

Destrói a campanha de difamação contra o Papa Pio XII.

[ Igreja Católica, Nazismo, Segunda Guerra Mundial, Holocausto, judeus ]





Por que devo ler este livro?


Este livro, "O Mito do Papa de Hitler: Papa Pio XII e Sua Guerra Secreta Contra a Alemanha Nazista" (The Myth of Hitler's Pope: Pope Pius XII And His Secret War Against Nazi Germany), do rabino David G. Dalin, publicado pela primeira vez em 2005, desfaz a calúnia de que Papa Pio XII teria colaborado com o Nazismo. Muito pelo contrário, ele salvou muito mais judeus do que Schindler e combateu o Nazismo de todas as formas que pôde.


Ele é uma resposta ao livro de John Cornwell, publicado a primeira vez em 1999, intitulado “O Papa de Hitler – a história secreta de Pio XII”. Graças ao trabalho de autores como Dalin, em artigo publicado em “The Economist”, Cornwell foi obrigado a reconhecer que "se enganou" e “que Pio XII não podia ser acusado de simpatia ou conivência com o regime nacional-socialista, nem antes nem depois da ascensão ao pontificado”.


O historiador tentou desculpar seu erro alegando que os documentos que refutavam as suas acusações ainda não tinham sido publicados. Porém, essa desculpa é desmontada por Matteo Luigi Napolitano, analista dos arquivos do Vaticano, em artigo publicado em “Il Giornale” (14 de dezembro de 2004) que desmente essa declaração. É importante perceber, ainda, que até a capa do livro de Cornwell é falsa, porque traz uma foto de Pio XII numa visita oficial à Alemanha anterior à subida de Hitler ao poder, mas dando a entender que teria sido uma visita do Papa a Hitler.


O livro do rabino David Dalin é ainda apoiado por outros que se seguiram, como por exemplo o livro de Thomas Gordon, publicado em 2012, “Os Judeus do Papa”, que mostra como “Pio XII organizou uma ampla rede de ajuda humanitária para os judeus por toda a Europa. Sob a orientação dele, padres e freiras arriscaram a vida fornecendo abrigo nos mosteiros e conventos a milhares de judeus. Pio XII doou ouro do próprio Vaticano para ajudar judeus romanos e escondeu milhares deles em sua residência de verão...”.


57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo