Leia, comente, compartilhe.

Selecione seus amigos

[mais inteligente]

A seleção dos amigos é uma das decisões mais importantes da vida, mas as pessoas dão muito pouca importância a isso, fazem amigos por mera simpatia.



Existem dois tipos de pessoas: aquelas que vivem como humanos e aquelas que vivem como animais. Quando digo isso, muitos se assustam, porque não é tão comum ver, pelas ruas, gente se comportando como cães ou como cavalos. Ocorre que o ser humano tem sua forma própria de se comportar como animal, a qual difere da forma das abelhas, dos cães e dos leões.


Existem dois tipos de pessoas: aquelas que vivem como humanos e aquelas que vivem como animais.

Ora, animais se preocupam com o quê? Apenas com comida, com sexo, com abrigo e coisas semelhantes. Para um boi, se há capim, vacas e um aprisco, a vida está boa; se falta uma dessas coisas, a vida está ruim. E é só isso. Quando o ser humano se preocupa tão-somente em se alimentar, copular e comprar um apartamento, um carro, uma TV, se comporta como mero animal.


Como disse, é claro que o ser humano tem seu jeito próprio de ser animal: o pássaro faz seu ninho de palha, o ser humano usa mais tecnologia, faz um prédio de concreto e aço; o boi come capim, o ser humano usa mais arte, aproveita culinária italiana e vinhos franceses; mas em essência tanto o homem quanto o animal estão atendendo às mesmas necessidades, nesses casos.


Não me entendam mal, o ser humano é também animal, não pode deixar de se preocupar com essas coisas; mas não é só um animal, tem algo mais, uma dignidade superior, necessidades superiores. Quando se comporta unicamente como animal, despreza o posto de dignidade intelectual e espiritual que lhe foi dado pelo próprio Deus. Como diz a Bíblia, Deus fez o homem pouco menor do que os anjos. Deus o fez também uma criatura espiritual, capaz de fazer as perguntas mais altas e esperar obter as respostas.


Por isso, pessoas que desprezam a parte mais elevada em si mesmas têm uma conduta reprovável, porque se diminuem. Ainda assim, em vista da existência de um espírito nelas (mesmo que adormecido), merecem caridade. Mas sua conduta e suas opiniões merecem desprezo, porque aquele que despreza o que é mais elevado merece, por isso, ser desprezado.


Como disse São Tomás de Aquino, nossos verdadeiros amigos são aqueles que querem as mesmas coisas e rejeitam as mesmas coisas que nós...

Sendo assim, não é sábia a associação com pessoas de tipo animal, porque inevitavelmente somos influenciados pelos amigos. Como disse Jim Rohn, o famoso e influente empreendedor americano: “Você é a média das cinco pessoas com quem passa mais tempo”. Embora tenhamos que colocar limites na afirmação, há muita verdade nessa frase (se quiser um vislumbre da importância dessa influência, clique aqui, para ver um post sobre esse assunto). Por isso, a escolha das amizades (e, depois, do cônjuge) é um dos tipos de decisão entre os mais importantes da vida.


Não há como pessoas com objetivos tão diferentes serem realmente amigas. Como disse São Tomás de Aquino, nossos verdadeiros amigos são aqueles que querem as mesmas coisas e rejeitam as mesmas coisas que nós (idem nolle et idem velle). Pessoas que estão indo para o mesmo lugar ajudam-se mutuamente; pessoas que querem ir para lugares diferentes tiram uma à outra do caminho.


Por isso, é fundamental que você faça amizade com pessoas cujo objetivo principal na vida seja o desenvolvimento intelectual e espiritual, como é o seu caso (o que não significa que não venha a obter muita riqueza, prazer ou poder, apenas esse não é o centro de sua atenção, é apenas consequência da capacidade superior que desenvolverá).


Porque outro tipo de pessoa não será capaz de compreender o que você está fazendo: elas acharão que você está jogando seu tempo fora, tentarão demovê-lo dessa ideia, protestarão que deveria estar preocupado em obter mais prazer ou mais dinheiro, farão chantagem emocional, criarão problemas sérios em sua vida, até forçá-lo a ceder. Por isso, afaste-se dessas pessoas, procure amizades entre gente do seu tipo.


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo